segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Nao sei como vais ser...

Sempre que me perguntavam como conseguia estar na Suiça ha tantos anos...a minha resposta era sempre:

Tenho a familia mais chegada (pais/irma/ sobrinho etc...) toda Cá...por isso acho que me è mais facil...nao me sinto "em casa", mas nao me sinto longe...

Os meus pais foram embora em Maio, eram para voltar, mas ja nao voltam...foram de vez...
A minha relaçao com o resto da familia que ca esta...nao existe...

Nao nego que por vezes estamos aqui os 3 em casa, olho para nós e penso:
Estamos tao sós!!

Nunca me imaginei na posiçao, de eu, filha a viver no estrangeiro, e os meus pais a viverem em Portugal...esta ideia nao me entra!!!!!!!

Imaginar que a partir de agora, vejo-os quando vou de ferias, e começa a tortura...as despedidadas...os "Ate pro ano"...com os meus pais...

Desde os 18 anos, que esta amargura nao me assombrava, desde que vim viver com eles, pois para mim, estar afastada deles era um desgosto, um pesadelo...e pensei que isso nunca mais iria acontecer...

Sempre disse que quando os meus pais fossem, que tambem ia...mas a verdade è que nao esperava que fosse assim tao rapido...
Sempre disse que onde esta um, esta todos, mas a verdade è que eu, nos, nao estamos preparados para pegar nas mala, e nos nossos bens, e seguir rumo "a casa" para sempre...

Se esta vida para mim, ja era angustiante...agora...è muito dificil mesmo!!

7 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

Nem imagino a tua angustia amiga. Mas se for para virem pensem bem que isto aqui está complicado.

Kristianna disse...

Pois Mami, eu sei, e essa è uma das razoes ...e o Miguel deixar assim o emprego dele, esta fora de questao!!!

Juliana disse...

Como te compreendo, todos os anos custava tanto em março voltar a ficar com os meus avos, e ver os meus pais partirem para tão longe... agora que vivemos todos ca na Suiça não me custa nada ca estar, mas imaginar que um dia posso voltar para Portugal e os meus pais ficarem ca, ou Vice versa, custa-me muito e só de pensar da uma tristeza tão grande. Por outro lado também me custa ver o Pedro triste por ter os pais tao longe, custa-me que ele sofra com isso, mas tem que ser, a vida em Portugal esta mesmo muito complicada! Muita força para vocês! Brevemente vais ver os teus pais, o melhor a fazer e aproveitar muito bem o tempo que estas com eles. Bjs

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Certo é que as coisas por ca não estão faceis e imagino a tua dor ao pensares nisto :(

Força

Xs disse...

Cá eu não me importo nada de ir lá para fora e ter um filho lá!

Kristianna disse...

Ju...pois...vidas muito identicas as nossas...

Tania...se em Portugal nao estivesse tao dificil, na pensava duas vezes...mas nao arrisco...

Xs, nao percebi...se fosse para fora e tivesse o filho consigo, pois...nao devia custar tanto...
Eu tenho a minha filha comigo...e por nada deste mundo emigrava para outro país sem ela...fora de questao!

Ana (A mamã é só minha) disse...

Eu sei que não é fácil, tenho uma irmã na Suiça, outra no Luxemburgo e outra na Escócia. Custa-lhes muito. Mas não as aconselho a voltar, pelo menos por enquanto. Mas imagino que deve custar.

Força :)
Beijinhos