terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ultimo dia...

Hoje è o ultimo dia da C. cá em casa...hoje è o meu ultimo dia como ama,...

Fui para a cozinha logo de manha...ja tenho os cupcakes no forno, depois deixar arrefecer e decora-los...

A C. hoje vai levar para casa um cestinha com cupcakes, para ela e para o mano...de chocolate como eles gostam...

Se me sinto triste?? sim, sinto...mas tambem aliviada...

Aliviada por varias razoes...aliviada por nao sentir a casa invadida todos os dias, aliviada porque ate agora (e espero que assim seja ate ao final do dia) nao houveram acidentes, nem cabeças partidas, bnem braços nem nada...aliviada por nao ter que utilizar o seguro que fiz em caso de o meninos terem qualquer acidente ca em casa...

Aliviada porque nunca me chamaram a atençao da forma que eu tratos meninos, nunca houve uma queixa, nunca houve um descontentamento ou desconfiança...

Sinto que a minha missao foi cumprida, os pais todos os dias me entregavam os meninos, e iam trabalhar descansados...

Nao ha preço, para certas palavras que me dizem, como ontem a mae, que me agarra nao mao e diz: Gostava tanto, mas tanto que podesses ficar com eles ate o meu bébe nascer...ia ficar tao mais descansada...

Nao ha preço, ve-la abraçar-se á filha com as lagrimas nos olhos e dizer: Amanha vens para a Cristiana...aproveita bem...

E pronto...tudo vale a pena...

Tudo vale a pena, quando a alma nao è pequena...
(Fernando Pessoa)

2 comentários:

Sónia disse...

Imagino que custe na mesma deixar as crianças. Espero que elas fiquem bem entregues.

Alexandra disse...

A mudança nunca é fácil...Resistimos, lutamos, revoltamos-nos contra ela...Mesmo quando sabemos ser inevitável, mesmo quando sabemos ser o melhor caminho.
Dói, assusta, há perdas.
Mas há também esperança, há também sonho...e haverão sempre as memórias (boas e más) que nos definem enquanto pessoas, que nos fazem ser o que somos hoje e, perante a mudança, o que seremos amanhã.

Esta é apenas mais uma página do seu livro, marcada com pequenas dedadas de chocolate, borrada com umas quantas lágrimas, rasgada nos cantos por ataques de frustração.

Hoje é um dia de mudança...um bom dia.

Bjs,

Alexandra